Coloque seu email:

Delivered by FeedBurner

Widget by Horta_web

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Ataque Astral em Sonhos

Para tentar elucidar isso vou tentar falar um pouco sobre ataques astrais de um modo amplo, assim evitando me apegar a detalhes de uma ou outra forma de atacar, até por que neste momento nosso foco é em como nossa mente pode interpretar esse ataque em forma de sonhos.

Dos Ataques em si

Inúmeras são as formas de ataques que existem, e há um sem fim de alternativas de técnicas que podem ser utilizadas para “criar” novos tipos de ataque. Mas normalmente temos em todo ataque alguns pontos em comum. Que pelo simples fato de coexistirem já produzem ataques, mesmo que de forma inconsciente, e esses fatores são:

Emoção (seja em níveis profundos como o ódio, ou simplesmente um elo emocional).

Intenção (isto também esta relacionado com emoção... pois é o desejo do que aconteça)

Foco ( é o próprio direcionamento dos itens anteriores)

Existem maneiras de atacar desde uma simples intenção, até complexos sistemas que envolvem fatores externos a um único ser, onde haveria interação com seres espirituais por exemplo.

Mas para exemplificar, tomemos como base um ataque simples de tudo, entretanto, relativamente potente: uma pessoa com ódio mas sem preparo algum para atacar efetivamente. Então... sabemos que os ataques terão maior intensidade durante os períodos de sono de quem esta atacando. Pelo fato de a mente trabalhar com maior capacidade durante o sono. Ondas de ódio serão enviadas ao alvo, que pode trazer isso a consciência por meio de sonhos, que podem envolver lutas corporais.

Da Defesa Psíquica

Defesa psíquica é um tema muito vasto, mas amos fazer aqui um pequeno resumo, em três princípios básicos que serão suficientes para demonstrar o que falhou caso um ataque do tipo que mencionei te atingir.

O princípio básico da defesa psíquica é: em corpo fechado, nada entra. Isso significa: se estivermos equilibrados (mentalmente, fisicamente, espiritualmente), nenhuma energia poderá penetrar nem influenciar a nossa saúde. Como se faz isso? Bem, cada um tem a sua forma de fazer. Na magia, aprendemos como funcionam os quatro elementos, como funciona o nosso corpo, a nossa mente, os ciclos da Natureza. Tudo isso faz parte, tudo isso influencia.

O segundo princípio é: força. Quando somos atacados psiquicamente, é porque estávamos vulneráveis e, dessa forma, ter força é realmente muito difícil. Mas é necessário. A recuperação depende disso.

O terceiro princípio é: tenha calma. Nada de sair por aí em desespero procurando professores ou mestres que desfaçam trabalhos ou coisas do tipo. De fato fazer isso complica ainda mais. Quanto mais nos envolvemos, maior fica a proporção da coisa toda. Mais importância estaremos dando ao fato, ou seja, nós mesmos estaremos “alimentando” isso.

A melhor coisa a fazer-se é tentar abstrair totalmente do assunto, esquecer, fazer coisas que nos façam feliz e tentar restabelecer a "barrinha de energia ao verde", voltar a ser saudável. Voltemos ao primeiro princípio: em corpo fechado, nada entra. E corpo fechado é corpo equilibrado. Buscar o equilíbrio é sempre a chave para qualquer problema, e com ataques espirituais principalmente.

Dos Sonhos

Sempre que dormimos ocorrem duas coisas... uma é o fato de que nos projetamos, mesmo que não se tenha consciência disso e outra, sonhamos também mesmo que não se tenha recordações. Grande parte do que é vivenciado por nós em projeções inconscientes é trazido à consciência por meio de sonhos.

Em grande parte das vezes tudo é trazido de forma simbólica, nossa mente cria imagens para interpretar interações energéticas, como por exemplo: sonhar com uma luta corporal pode significar a sua mente detectando um ataque energético.

Ao prestarmos mais atenção em nossos sonhos, inclusive mantendo um diário para quem quiser, vai nos familiarizando com essa simbologia, de modo que vamos naturalmente nos aproximando mais disto, podendo até chegar a ter sonhos lúcidos devido a proximidade com essa simbologia.

Considerações Finais

Ataques podem acontecer, mas somente te afetarão caso suas defesas psíquicas estiverem baixas, ou se você intencionalmente baixar essas defesas. Intencionalmente? Sim, isso mesmo. Um bom exemplo para isso é quando criamos um elo emocional com alguém... quanto maior for a intensidade desse elo, mais baixa vai estar sua defesa, por que somos condicionados a confiar em quem gostamos.

E caso um ataque realmente te acerte em cheio, não se desespere, não é o fim do mundo. Recupere-se, de forma tranqüila, sem histeria, sem alarmismo. Simplesmente cuide de você.

Thenebris






2 comentários:

  1. muito interessante este assunto.
    confesso que desconheço e percebi que aprender um pouco mais me trará muito benefício
    abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.