Coloque seu email:

Delivered by FeedBurner

Widget by Horta_web

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Feliz 2011 !!!


Estamos a poucos dias do início de 2011, mais um ciclo se inicia em nossas vidas e para o blog também. Vou fazer aqui uma breve retrospectiva dos principais acontecimentos no blog Ataque Astral neste ano, que é seu primeiro ainda.

O blog começou quase que como uma brincadeira, e foi ganhando uma proporção que nem eu imaginava, e a cada dia mais e mais pessoas estão acessando, algo que em 2011 talvez cresça bastante, pois um dos acontecimentos foi o blog participar de uma promoção e ganhar! E o prêmio foi um curso Profissão ProBlogger, que estou fazendo e aplicando algumas técnicas aqui para melhorar a qualidade geral do blog!



Muitos temas foram abordados este ano, onde temos mais de 130 artigos distribuídos em mais de 25 categorias, o que ainda vai aumentar bastante neste próximo ano. Eu ia guardar segredo, mas vou falar, sobre duas novidades para 2011.

1 – Teremos novas categorias, entre elas pretendo focar bastante em Bruxaria, Feitiçaria, Wicca. E também trazer mitologias de outros povos, outras culturas.

2 – Neste próximo ano lançarei oficialmente um e-book sobre Tantra. Que será disponibilizado aqui mesmo no blog.

Este é um balanço muito bom de ser feito, pois assim posso ver onde foram cometidos erros, e neste próximo ano tenho a oportunidade de fazer algo melhor, não apenas no blog, mas na vida! Faça isso você também!

O Blog Ataque Astral Deseja a Você um Feliz Ano Novo!!!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Ritual de consagração

Desde a antiguidade, diversos povos possuem ritos dos mais variados tipos, para os mais variados fins, e alguns destes ritos possuem vínculos estreitos com determinadas religiões, já outros são amplos, podendo ser praticados por qualquer pessoa, podendo inclusive os adaptar para suas crenças particulares, um bom exemplo são os rituais de purificação e de consagração.

Este é um artigo que estou criando para que qualquer pessoa possa consagrar objetos e/ou amuletos, assim lhes conferindo uma atribuição mágica. Não vou vincular este ritual a nenhum panteão em específico, mas você pode fazer alterações que julgar necessário para melhor adaptar este ritual a suas crenças e necessidades.

Vamos fazer a consagração com os quatro elementos, que estarão representados através de elementos físicos, a saber:

Incenso: Ar
Sal: Terra
Vela vermelha: Fogo
Água

Procedimento

Recolha-se em ambiente onde não será perturbado com o objeto a ser consagrado, e os elementos. Passe ao menos 5 minutos em estado de relaxamento, tente se desligar de suas preocupações, esteja focado no que vai fazer.

Feito isso é hora de começar, não colocarei aqui nenhuma referência nem a pontos cardeais ou deuses, pois cada pessoa pode colocar os que estiver mais familiarizado, caso não conheça, faça exatamente como está aqui.

Sente-se e coloque a sua frente o objeto a ser consagrado, pegue um pouco de sal, jogue sobre o objeto e diga algo como:

Eu ................................... limpo este objeto, o purifico e consagro através da Terra para a finalidade de.............................................

Aproxime a vela do objeto e diga:

Eu................................... limpo este objeto, o purifico e consagro através do Fogo para a finalidade de ............................................

Passe a fumaça do incenso sobre o objeto e diga:

Eu.................................. limpo este objeto, o purifico e consagro através do Ar para a finalidade de ..................................................

Derrame algumas gotas da água com sua mão sobre o objeto dizendo:

Eu ................................. limpo este objeto, o purifico e consagro através da Água para a finalidade de ............................................

Diga:

Está feito, pois esta é minha vontade!

Feito isso seu objeto estará através de sua vontade consagrado e programado para agir de acordo com o objetivo a ele conferido. Evite que outras pessoas o toquem com suas mãos.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Ocultismo — o que é?

Venho escrevendo aqui muitos artigos onde cito o termo ocultismo, mas andei reparando que até hoje não coloquei no blog nenhuma referência sobre o que é ocultismo. Muitas pessoas já sabem, outras acham que sabem. E claro temos o grupo de pessoas que realmente não sabem e buscam por essa informação.

Ocultismo, ou como alguns chamam, ciências ocultas, é o conjunto de teorias e práticas que visa desvendar segredos da natureza, do universo e da própria humanidade. O tipo de conhecimento estudado pelo ocultismo escapa ao âmbito da ciência e seus métodos empíricos, tendo como foco o que é sobrenatural e de certa forma secreto.

A ciência não aceita as teorias ocultistas pois as mesmas não compartilhas de sua metodologia, ou seja, não podem ser comprovadas em laboratório. As teorias ocultistas estão mais para conjecturas metafísicas e em alguns casos teológicas.

A palavra “oculta” faz referência ao mistério não revelado, ou “conhecimento secreto”, que se opõe ao “conhecimento ortodoxo”.  Para quem se aprofunda nos estudos das ciências ocultas, os “segredos” já não são tão secretos assim, há uma profunda compreensão dos ensinamentos contidos em seus símbolos.

O ocultismo teve sua origem na antiguidade, podemos destacar uma maior relevância ao hermetismo e ao antigo Egito, onde ainda acredito que exista uma maior influencia do antigo Egito. E foi assimilando diversos aspectos, como: magia, alquimia, cabala, oráculos, etc.

Misticismo e esoterismo a meu ver estão bastante relacionados com ocultismo, de certa forma o complementando. O ocultismo também sofreu bastante influência de filosofias e religiões orientais, entre elas podemos destacar: Yoga, hinduísmo, budismo e taoísmo.
Na história do ocultismo, temos um marco importante que foi quando ressurgiu no século XIX com importantes trabalhos de importantes personalidades como: Eliphas Levi, Helena Blavatsky, Papus entre outros.

No século XX também tivemos importantes contribuições, mas não vou citar aqui, já que tornaria este artigo muito longo, e então em breve farei um artigo específico sobre estas contribuições.

Para você se aprofundar neste tema, eu recomendo estes dois livros, que estão com ótimos preços no Submarino:


sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Tarot — Instrumento para Crescimento Interior

Em meu artigo anterior sobre Tarot, mostrei alguns aspectos arquetípicos e coloquei meu ponto de vista sobre sua forma oracular juntamente com alguns conceitos sobre fluxos energéticos e nossa interação com os mesmos. Neste artigo, vou dar início a uma série de artigos onde apresentarei o tarot como ferramenta de crescimento interior.

Bem, como eu disse em meu artigo anterior, o tarot é formado por cartas que contém imagens arquetípicas, que são constantemente realimentadas por nossas atitudes. Imagens estas que trazem consigo aspectos positivos e negativos, que existem em nossas mentes também.
Então, nada mais simples do que fazer um trabalho de auto conhecimento nos utilizando destes arquétipos.  Mas como fazer isso?

Este é o ponto mais simples, o como fazer isso. O processo baseia-se na ACEITAÇÃO. É um processo meditativo onde vamos identificando aspectos do arquétipo de determinada carta, o reconhecendo em nós mesmos, e o principal, o aceitando como um aspecto de nossa personalidade.

Por exemplo: Você pega uma das 22 cartas pertencentes aos arcanos maiores, e tenta identificar em você tantos os aspectos positivos, como também os negativos, e integrar ambos como sendo parte de sua personalidade, aceitar estes aspectos que são seus e podem ser úteis!

Com Qual Arcano devo fazer isso?

Com todos os 22 arcanos maiores. Afinal, todos nós temos ao menos partes de todos estes arquétipos presentes em nossas mentes. Claro que determinados arcanos serão mais proeminentes em uma pessoas e em outras não, mas é importante fazer o ciclo completo, assim estaremos trabalhando múltiplos aspectos, e não apenas em um único sentido, o que não nos traria grandes benefícios.

Com qual arcano você se identifica mais?

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Talismãs Runicos


Desde a antiguidade os povos escandinavos fabricavam talismãs utilizando-se dos símbolos nórdicos ( runas). Para os mais variados fins, com o passar do tempo muito se perdeu deste conhecimento, nos restando hoje poucos dos talismãs que eram usados.

Se você observar atentamente, poderá notar que são “desenhos” feitos em sua grande maioria utilizando os caracteres rúnicos, que podem ser conferidos no artigo Runas e Seus Oráculos.
Estes “desenhos” são formados mais ou menos seguindo os métodos utilizados hoje em dia para se fazer sigilos.

Veja alguns talismãs rúnicos e seus significados:

Símbolo utilizado para alcançar a realização de desejos.  
Usado para atrair a prosperidade.
Usado para atrair e/ou conservar amor.
Sobre a mesa de cabeceira ou sob o travesseiro, usado para atrair bons sonhos.
Talismã do sol, usado para invocar a proteção do deus Thor.
Obs. Este símbolo não tem nada a ver com a suástica em sua ideologia nazista, nem o símbolo nem este blog, apenas cito como referência, uma vez que é um símbolo amplamente utilizado por povos nórdicos em seus amuletos.
Usado para afastar forças negativas.
 Usado para afastar adversários poderosos.

Usado como proteção contra os "maus espíritos".
Usado para atrair e manter boa saúde. Atribuído a Odin.
Usado para o crescimento espiritual.
Usado para atrair harmonia no lar e nas relações profissionais.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Técnica de Defesa contra Ataque Emocional

Os ataques astrais ocorrem das mais variadas formas, desde ataques que envolvam seres astrais externos como espíritos, servidores, larvas, etc até ataques emocionais (que inclusive são mais comuns), mesmo sendo mais comuns, algumas vezes são bastante eficientes. 


Então decidi fazer este artigo para mostrar mais ou menos qual a “mecânica” deste tipo de ataque e colocar uma solução para isto, ou seja, uma forma eficiente de defesa. 

Mecanismo do ataque 

Ataques emocionais sempre utilizam a própria força mental do alvo para atacar a ele mesmo, acaba convencendo o alvo, e isto pode ocorrer de muitas formas, mas as duas formas mais comuns são: 

1 – Sugestão — O “ocultista” inicialmente convence sua vítima de que ele seria detentor de grandes poderes e conhecimentos, que poucas pessoas possuem um poder como ele. E após notar que convenceu, diz com todas as letras: Eu te atacarei tal dia, exatamente tal hora! Será fulminado. 

Isso desencadeará uma série de processos mentais na vítima, que na maioria dos casos acaba causando muitos efeitos desagradáveis (normalmente atribuídos ao “ataque”). 

2 – Culpa — Aqui temos a velha chantagem emocional, onde o atacante se coloca no papel de vítima e o atacado fica como o “monstro desumano” que estaria martirizando a pobre vítima. Este ataque normalmente envolve mais pessoas, onde a “vítima” faz uso de outras pessoas que são levadas a acreditar em sua Estórinha e passam a criticar o “monstro”. 

Essa culpa acaba levando o “monstro” a acreditar na Estória, ou em parte dela, assumindo parte da culpa que lhe é imputada, assim passando a inconscientemente se punir. 

Sugestão de Defesa 

Para o primeiro caso, basta o bom senso e calma, pois quem realmente possui capacidade de produzir ataques astrais de forma eficiente sem se utilizar de processos emocionais não irá avisar que atacará, até por que não é de seu interesse que você tenha a oportunidade de se defender, ou até mesmo de atacar antes hehehe 

Para o segundo caso, inicialmente aconselho que se acalme, e observe a situação de forma mais clara, e centrada, assim terá como definir o que realmente pode ser responsabilidade sua ou não. Mas também não vá simplesmente jogar tudo para o alto, seja verdadeiro, observe com seriedade. E acima de tudo, sempre se lembre que normalmente as “vítimas” são os maiores opressores”!

domingo, 5 de dezembro de 2010

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Como fazer um servidor?

Essa é uma pergunta que escuto direto rsrsrs Mas antes de exclarecer o COMO, acho interessante pensarmos no PARA QUE? É muito importante o servidor ter um foco, ter um objetivo, não apenas para que ele seja melhor “programado”, mas também para facilitar a tarefa de fazer o servidor em si! 

Agora vou colocar aqui alguns conceitos importantes na criação de um servidor, mas não são os conceitos comuns de como fazer que se encontra aos baldes pela internet, são conceitos adicionais, seguindo eles ficará muito simples fazer um. 

Energia: De onde vem a energia que é utilizada para criar o servidor? 

De seu criador, SEMPRE, por mais que se queira acreditar que vai fazer um espírito funcional utilizando energias alheias, acredite, você não vai rsrsrs mas por que não? Simples, por que o servidor precisa ainda mais de uma “vontade” do que de energia. Energias de outras pessoas possuem as vontades de outras pessoas e não as suas, tudo ficaria bastante confuso, o que acabaria por não acontecer nada hehehe Mas e se for com a energia de uma única pessoa funciona? Sim, funciona sim, MAS... o servidor não será seu, tão pouco te obedecerá, ele está ligado com a energia da outra pessoa rsrsrsr 

Vontade: Este é um ponto muito importante, o seu servidor deve ser “programado” para fazer algo, e este algo deve ser algo que você queira muito que aconteça, lembre-se, seu servidor é uma extenção da SUA energia, logo a vontade dele é diretamente proporcional a sua. 

Comunicação: Depois de feito, muitas pessoas gostam de acreditar que já irão conseguir uma comunicação instantânea e perfeita com seu servidor... MENTIRA! A comunicação entre você e seu servidor pode levar meses ou até anos para começar a se estabelecer de forma mais clara, normalmente ela se dá de uma forma muito subjetiva, onde “intuições” devem ser interpretadas, sonhos ocorrem, etc... Mas não se preocupe, seu servidor te ouve, apenas nós é que não os notamos assim tão rápido rsrsrs 

Agora com isso em mente, faça o seu, utilize estes conselhos e veja os resultados você mesmo!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Oh Death - Jen Titus

Esta é uma música controversa, uns gostam outros odeiam, faz parte das músicas do seriado "Supernatural".

Desenvolvimento dos Chakras

Muitos tem me perguntado sobre como desenvolver os chakras, então decidi fazer este artigo para explicar um pouco este processo. 

Muitos são os meios de se fazer isso, entretanto os mais utilizados são os descritos abaixo: 

- percussão 
- fricção 
- massageamento 
-passe magnético 
- calor 
- mantra 
-concentração 
-mentalização 

Cada um dos métodos eu descreverei em artigos separadamente, assim podendo detalhar melhor cada um deles sem tornar este artigo muito grande. 

Os chakras pode ser estimulados por vários meios externos (preferido pelos ocidentais) e por meios internos (preferidos pelos hindus). Os recursos que citei acima são meios externos, o meio interno é apenas um: 

Despertar a energia ígnea da kundalini, um dos caminhos mais simples para isso é a prática de Yoga. Vale lembrar que o despertar da kundalini é um processo gradual e lento, que pode levar anos, mas é muito mais duradouro, pois o que se ganha não é perdido com o passar do tempo. 

Pois os métodos anteriores são maneiras apenas de estimular os chakras e não propriamente de desenvolver eles, claro que com o tempo eles vão se desenvolver, mas não trás mudanças tão significativas quanto despertar kundalini.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Egum – O famoso “encosto”

Bom, vamos retomar o fogo do Blog então, mudanças feitas, layout novo, agora é voltar a escrever.

O termo Egum, é de origem africana, mas bastante difundido no Brasil através dos cultos de Umbanda e Candomblé. Mas não importa sob qual ponto de vista se olhe para este fenômeno, o foco é que muitas religiões, seitas, doutrinas filosóficas apontam para dois argumentos:

1. Afirmam a existência do espírito.

2. Afirmam que estes espíritos por vezes ficando junto dos vivos, normalmente junto de alguém em especial.

Também se afirma que a presença destes espíritos não é benéfica nem para o vivo nem para o próprio espírito, que costuma ainda estar por aqui (o mundo dos vivos) por ainda estar buscando algo, ou seja ele tem algum motivo interno para estar aqui.

Também se afirma que eles normalmente se “ligam” a determinada pessoa iniciando assim um processo de obsessão, por existirem semelhanças entre ambos, pode ser em sentimentos, pensamentos, anseios, praticamente qualquer coisa em comum pode ser o motivo da criação deste elo. E não adianta simplesmente querer mandar o espírito embora sem antes compreender este elo e diluir ele, o que normalmente é feito trazendo isso à consciência do vivo. Do vivo? Sim, é ele que fornece energia ao espírito para que ele permaneça aqui neste “mundo”. Agora fica mais fácil entender por que pessoas com “encosto” rapidamente se tornam apáticas e melancólicas não? Hehehe...

Mas está aí a dica, o caminho para resolver esse tipo de problema é através da conscientização, nada de ficar dando dinheiro na mão de picareta para fazer 1001 trabalhinhos (que você não pode ver ser feito) para no final não mudar nada rsrsrsr

Sorteio de mais de R$2.200 em prêmios para webmasters!!!

Este é um artigo que foge completamente da temática de nosso blog, mas como já foi dito anteriormente estou fazendo melhorias no blog, e para isso estou estudando bastante sobre blogs e todo este mundo de blogosfera, que é muito interessante!

E em meio minhas pesquisas encontrei esta promoção do Criar Sites, que é bastante interessante, eu quero participar e está aqui a oportunidade de você que também tem um blog ou site participar também!

Os prêmios oferecidos são:

1º prêmio – 2 meses de Plano Ouro da MestreSEO.
2º prêmio – 3 vagas no curso Profissão Problogger.
3º prêmio – 12 meses PRO da SEM Rush.
4º prêmio – 5 e-books “Torne-se num blogueiro Profissional em 60 diasoferecido por Paulo Faustino.

Eu particularmente gostaria de ganhar o 1º prêmio ( 2 meses de Plano Ouro da MestreSEO), o que me ajudaria bastante rsrsrrs Para participar da promoção é muito simples, basta fazer em seu site ou blog um artigo como este que eu fiz, onde você vai falar sobre o sorteio, colocar qual o prêmio que você gostaria de ganhar e por que gostaria de ganhar. Vale lembrar que em seu artigo deve constar links que levam aos sites dos patrocinadores. Feito isso, basta você deixar um comentário no criarsites.com no artigo do sorteio com o link do seu artigo de inscrição.


Bom gente, agora vou lá deixar meu comentário, e amanhã retomo as postagens aqui!

domingo, 28 de novembro de 2010

Novidades no Blog!

Tenho trabalhado para melhorar o blog para todos nós, já temos algumas novidades como a barra de ferramentas e agora nosso feed. Mas as novidades não param por aí, outras virão! como por exemplo, estou avaliando a possibilidade de aceitar novos autores no blog.

Qual a vantagem que você teria em escrever aqui e não em um blog apenas seu? Simples, além de o Ataque Astral estar crescendo a cada dia, você não precisará se preocupar com nada além de escrever seus artigos.

Caso você tenha textos de sua autoria, e queira publicá-los aqui no Ataque Astral, basta ir até nossa página Colaboradores e se inscrever.

Aceito textos dentro dos temas já existentes ou mesmo podemos incluir novos temas, desde que dentro do contexto geral do blog.

Thenebris Anáhata Shiva

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Barra de Ferramentas para seu Navegador de Internet!!!! Grátis!!!!


Estou disponibilizando de forma gratuita a barra de ferramentas do Blog Ataque Astral, conforme a imagem acima, para fazer o download dela basta clicar em sua imagem que se encontra abaixo do banner principal do blog. Então será feito o download de um arquivo chamado "thenebris.exe", que instalará a barra em seu navegador, até o presente momento ela é compatível com IE, mas em breve estarei disponibilizando para outros navegadores como Firefox.

Ela além de conter um link direto para nosso blog, também possui diversas outras funcionalidades como, campo de pesquisa, redes sociais [neste momento facebook, em breve também com orkut], bloqueador de pop-up, tempo, estação de rádio entre outras funcionalidades, todos editáveis.

Thenebris Anáhata Shiva

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Tantra - O que é?

Dando continuidade a série de textos sobre tantra que farei, segue um texto de Otávio Leal. Que de forma simples nos trás uma boa idéia do que é o tantra, e principalmente do que não é.


Tantra – Você não sabe o que está perdendo.
“Você não estuda o Tantra, você pratica o Tantra” (Otávio Leal)

Antes de definir o Tantra, vou explicar o que não é e, quem sabe, quebrar crenças e paradigmas que você possa ter em relação ao mesmo. Muito que se ouve, fala e escreve sobre tantrismo são distorções da essência dessa filosofia. Em geral, as abordagens são parciais, errôneas e delirantes, restritas somente ao aspecto sexual.

Tantra não é somente sexo, não é kama-sutra, nem um místico prometendo orgasmo cósmico ou uma suposta ´´casa de massagens´´ ou grupos de sexo grupal. Não é tara ou desvios sexuais.Talvez somente algo em torno de 5% de todos esses textos e ensinamentos tantricos é de contexto sexual.

O tantrismo não é seita ou religião, apesar de estreitar as relações entre o homem e os aspectos sutis do universo. Não é magia, apesar de possuir rituais mágicos, e não possui nenhuma prática de sacramentos maléficos. Apesar de o mestre Osho sita-lo muito, este hindu Iluminado, no final de sua visita nesse Planeta, apontava muito mais na direção do Zen do que do Tantra.

Tantrik ou Tantra é uma filosofia antiguíssima, originaria da Índia e que busca o reconhecimento do Purusha(consciência, espírito) através de métodos práticos e técnicos, como posturas físicas (Asanas e Yoga), respirações, concentrações, cuidados com a alimentação e um universo de técnicas que se utiliza da vida como um todo de forma prazerosa e libertária. É a união de Purusha com Prakriti (matéria).

Como filosofia de vida prática e não especulativa não há energia gasta no ´´por quê´´ das coisas e sim no ´´como´´; um exemplo é em vez de se preocupar com o por quê do sofrimento, se busca o como ser feliz, daí o Tantra é conhecido como uma filosofia comportamental que o estimula a saber quem você é, como ser feliz, livre, energético e, dentro do possível, auto-suficiente. Encontramos várias linhas de yoga e várias escolas filosóficas comportamentais de origem tântrica.

O praticante de Tantra é chamado de sádhaka (homem) e sádhika(mulher) ou tântrico (ambos) e buscam um modo de vida que oferece a transcendência, a iluminação (realização), pela alegria, arte e celebração. Que sacraliza tudo da existência: homens, animais, natureza, dança, música, alimentos, perfumes, ciclos naturais, coisas simples do cotidiano e também o sexo, que tem como base a vitalidade do prazer, da brincadeira e do compartilhar. O sexo que leva ao carinho, à amorosidade, ao amor universal expresso no companheiro(a); o sexo que leva à integração homem (shiva) – mulher (shakti), yin (energia feminina) – yang (energia masculina); sol/lua; corpo/mente; pênis (lingam) – vagina (yoni), que leva ao samadhi (Iluminação).

O Tantra aponta na direção a tudo o que é natural no ser humano, o contato com a natureza, a descoberta do seu ser por meio do amor e do respeito ao próximo, a exaltação do companheiro em nivel de Deus/Deusa, tudo com a maior naturalidade e desprendimento sem tabus ou regras.

A palavra Tantra tem a sua magia, ela instiga a imaginação do leitor, porque permanece guardada num arquivo de memória de milênios, assim é o mantram (som metafísico, palavra de poder) a qual muitas pessoas, ao ouvir a sua pronuncia sentem vibrar seu inconsciente coletivo, despertando o interesse por esse assunto. O termo Tantra vem do sânscrito, é uma palavra do gênero masculino e significa ´´ teia´´, crescer, desenvolver(prefixo Tan), salvação, instrumento (sufixo Tra), origina-se dos termos tanoti (elevação, expansão) e trayati(consciência). É aquilo que expande a consciência.

Não é possível determinar a época exata em que a palavra Tantra começou a ser usada ou narrar a sua precisão com que se descreve a trajetória de outras culturas. Isso porque os caminhos e práticas tantricas são transmitidos oralmente, de mestre para discípulo, Gupta Vidya (conhecimentos secretos) transmitido pelo sistema de Paranpará que significa ´´um após o outro´´. Além disso, sempre existiu uma tradição em se manter sigilo sobre alguns ensinamentos, passando-os somente a alguns discípulos realmente interessados, provavelmente, para que eles não caiam em mãos profanas que possam desvirtuá-los. É o que o iluminado Jesus ensinava: ´´ Não de perolas aos porcos´´.

Fonte:Texto extraído do livro Maithuna – Sexo Tântrico
         (Otávio Leal – Dhyan Prem)

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Tantra - Alguns Conceitos Básicos

Basicamente, o tantra possui uma filosofia de amor. Amor ao semelhante, à natureza, à vida, ao sexo, ao despertar. O ato sexual mágico dentro do tantra é apenas UMA das manifestações desta filosofia maravilhosa (o tantra é uma maneira de se viver, que pode incluir vegetarianismo, cultivo ao corpo, mente e espírito, respeito pelas coisas vivas, paz, harmonia com o cósmico, à devoção ao feminino, ao estudo da poesia, música, etc.). O grande problema disso para as “autoridades dominantes” é que um homem tântrico está mais preocupado em tratar bem sua(s) amante(s), apreciar um bom vinho ou fazer uma boa massagem em uma amiga do que pegar em armas e ir até um país distante chacinar seus inimigos [que para ele na verdade nada fizeram, logo não são seus inimigos] para que as  classes dominantes adquiram mais poder… para isso, precisam de soldados cruéis, sem compaixão e sem sentimentos (“certo, seu zero-dois?”). Então, quando os Arianos tomaram a Índia, lá por 2.000 AC, eles tornaram esta religião proibida (de onde veio o significado de “libertação da escuridão” pois o movimento acabou caindo na escuridão/clandestinidade).

O principal ritual de sexo tântrico é chamado de Maithuna. Neste ponto, existem 3 vertentes do Kaula Tantra: o Caminho da mão esquerda, que prega a realização destes rituais com estranhos, para atingir um máximo de erotização, voltado para o prazer e que deu origem a livros e textos como o Kama-Sutra, o Caminho da mão direita, que prega que o Maithuna deve ser feito apenas com sua companheira, o que gera uma intimidade maior e uma energia muito maior no ritual e finalmente o Caminho do Meio (Kaula Tantra Puro) que prega um meio termo: rituais sexuais para serem desenvolvidos com uma parceira, mas não excluindo a participação de amigas ou conhecidas no processo.

Durante o ato sexual, o homem assume o papel de Shiva e a mulher de Shakti. O papel da mulher é sempre o de uma deusa a ser venerada e existe todo um ritual antes do sexo: ela depila todo o corpo (pode ser feito no dia anterior), prepara um banho com ervas e perfumes e se arruma ritualisticamente, o homem prepara os incensos, música e o ambiente. Uma relação de Maithuna demora no mínimo 4 horas, mas há relatos de rituais que chegam a demorar 21 dias. O Maithuna é programado segundo o ciclo dos signos e as fases da lua (na lua cheia Shakti tem mais potência sexual e na lua crescente Shiva está mais viril. Na lua nova, ambos estão relativamente sexuais e na minguante a energia pode não estar muito propícia). A preocupação com os exercícios para desenvolver os chakras, a vestimentas (nada sintético ou que bloqueie os chakras), a alimentação (nem pense em fazer um Maithuna com um bicho morto no seu estômago hehehe), a meditação e concentração, os incensos… TUDO é importante neste tipo de ritual.

Thenebris Anáhata Shiva
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.