Coloque seu email:

Delivered by FeedBurner

Widget by Horta_web

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Tantra - Alguns Conceitos Básicos

Basicamente, o tantra possui uma filosofia de amor. Amor ao semelhante, à natureza, à vida, ao sexo, ao despertar. O ato sexual mágico dentro do tantra é apenas UMA das manifestações desta filosofia maravilhosa (o tantra é uma maneira de se viver, que pode incluir vegetarianismo, cultivo ao corpo, mente e espírito, respeito pelas coisas vivas, paz, harmonia com o cósmico, à devoção ao feminino, ao estudo da poesia, música, etc.). O grande problema disso para as “autoridades dominantes” é que um homem tântrico está mais preocupado em tratar bem sua(s) amante(s), apreciar um bom vinho ou fazer uma boa massagem em uma amiga do que pegar em armas e ir até um país distante chacinar seus inimigos [que para ele na verdade nada fizeram, logo não são seus inimigos] para que as  classes dominantes adquiram mais poder… para isso, precisam de soldados cruéis, sem compaixão e sem sentimentos (“certo, seu zero-dois?”). Então, quando os Arianos tomaram a Índia, lá por 2.000 AC, eles tornaram esta religião proibida (de onde veio o significado de “libertação da escuridão” pois o movimento acabou caindo na escuridão/clandestinidade).

O principal ritual de sexo tântrico é chamado de Maithuna. Neste ponto, existem 3 vertentes do Kaula Tantra: o Caminho da mão esquerda, que prega a realização destes rituais com estranhos, para atingir um máximo de erotização, voltado para o prazer e que deu origem a livros e textos como o Kama-Sutra, o Caminho da mão direita, que prega que o Maithuna deve ser feito apenas com sua companheira, o que gera uma intimidade maior e uma energia muito maior no ritual e finalmente o Caminho do Meio (Kaula Tantra Puro) que prega um meio termo: rituais sexuais para serem desenvolvidos com uma parceira, mas não excluindo a participação de amigas ou conhecidas no processo.

Durante o ato sexual, o homem assume o papel de Shiva e a mulher de Shakti. O papel da mulher é sempre o de uma deusa a ser venerada e existe todo um ritual antes do sexo: ela depila todo o corpo (pode ser feito no dia anterior), prepara um banho com ervas e perfumes e se arruma ritualisticamente, o homem prepara os incensos, música e o ambiente. Uma relação de Maithuna demora no mínimo 4 horas, mas há relatos de rituais que chegam a demorar 21 dias. O Maithuna é programado segundo o ciclo dos signos e as fases da lua (na lua cheia Shakti tem mais potência sexual e na lua crescente Shiva está mais viril. Na lua nova, ambos estão relativamente sexuais e na minguante a energia pode não estar muito propícia). A preocupação com os exercícios para desenvolver os chakras, a vestimentas (nada sintético ou que bloqueie os chakras), a alimentação (nem pense em fazer um Maithuna com um bicho morto no seu estômago hehehe), a meditação e concentração, os incensos… TUDO é importante neste tipo de ritual.

Thenebris Anáhata Shiva

3 comentários:

  1. Esta é a primeira de uma série de postagens sobre Tantra que farei aqui no Blog.

    Tentarei mostrar a beleza desta sabedoria milenar, que vai muito além do ato sexual, que é igualmente belo e sagrado.

    Thenebris Anáhata Shiva

    ResponderExcluir
  2. divulgando...
    ******************
    visite.. se achar algo intereçante, comente... siga...
    se não for sua praia tudo bem...
    download de livros de magia
    http://livrosdemagia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Então tantra é 'faça amor não faça a guerra'. Quem lembra dessa série da TV?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.